A sessão do TSE

Não lamento os quatro dias em que fiquei postado diante da televisão, assistindo às longas, e tão discutidas durante e depois , sessões do TSE , no julgamento da chapa presidencial , que ganhou as eleições de 2014. Cansado me sentia ao final de cada dia , mas com a convicção de que não Leia mais…

Amigos

  Lembrando Martinho da Vila   Já tive amigos de todas as cores De várias idades, de muitos pendores Com uns até longo tempo  convivi Com outros apenas pouco dividi   Já tive amigos do tipo atrevido Do tipo sagaz , do tipo retraído , Carente, inconsequente, afetuoso Hipocondríaco  e   mesmo  presunçoso.   Amigos Leia mais…

E por falar em amizade

Gosto mesmo é de viver, de sentir esta coisa rara, rara mesmo, a mais alegre que a vida nos oferta .  Certamente por isto difícil dela se falar. Se cai quase sempre numa sequência de lugares  comuns,  de afirmações  por demais genéricas, pouco densas, pois, de  semanticidade.  Me pergunto:  haverá pessoas que passaram pela Leia mais…

Andando por aí

Copacabana, sempre ela em minha vida, acolhe um número cada vez maior de idosos .Estes apresentam entre si diferenças etárias , a  partir digamos dos sessenta anos , e diferenças , independentes da faixa de idade, no seu aspecto físico.  Os ainda firmes, algo sarados , de bem com suas pernas e braços , Leia mais…

Os 50 anos de publicação de uma obra pioneira e ainda atual

Comemoram-se agora em 2017 50 anos do lançamento, pela Fundação Getúlio Vargas, da obra “Comunicação em prosa moderna : aprenda a escrever, aprendendo a pensar”, de Othon Moacir Garcia ( 1912-2012 ). Othon (assim em geral era chamado), com quem convivi durante alguns anos lecionando no Colégio Pedro II , foi  um notável intelectual Leia mais…

Moonlight

Não concordo com algumas avaliações que li ou que me foram passadas sobre o filme Moonlight , vencedor do Oscar deste ano. Primeiro, não sou de valorizar o Oscar, premiação que está sujeita a um jogo de interesses diversos . Mas julguei muito justa a estatueta que ele alcançou, acerca de um mês, como Leia mais…

Millôr Fernandes

Millôr Fernandes, um intelectual de rara intuição linguística, chegou a defender que deveria haver um sinal para marcar na escrita a presença da ironia, do humor ( difícil distinção entre os dois). Sim, estava ele convencido, notável humorista, que frequentemente percebia que seus leitores não apreendiam a sua intenção de  fazer gracejo, gracejo crítico Leia mais…

A partir do momento em que passei a escrevinhar crônicas

A partir do momento em que passei a escrevinhar crônicas, é que senti, na prática, o fundamento de que é preciso ter o domínio da norma culta para poder se valer, por contraste a esta,  e assim com adequação, de recursos idiomáticos  de outras normas da língua na organização discursiva. Não me refiro apenas Leia mais…

Uma pergunta no ar

Me encontro  perto de casa com um ex-aluno da pós-graduação, por  quem  sempre tive admiração. Depois de nos abraçarmos, me perguntou para surpresa minha: na sua última noite de autógrafos, achei você particularmente muito contente. O clima da livraria era mesmo de certo regozijo, de confraternização. Comentei comigo , disse ele: eis um professor Leia mais…

Uma viagem inusitada

    Uma viagem inusitada. Sim, jamais poderia  imaginá-la, nem deve constar mesmo de qualquer catálogo de uma empresa de turismo. Estávamos minha mulher e eu querendo transferir os restos mortais de membros de minha família para  outro jazigo, pertencente à família dela, situado num local bem mais perto das capelas do cemitério de Leia mais…

No túnel do passado

Sempre é bom conhecer o novo ,  seja pessoas, cidades, cinemas e teatros, praias, livros e livrarias, restaurantes, e tanto mais, de que se venha  a gostar ou não. A partir de certa idade, eis que o desejo de rever muita coisa começa a se atiçar. Se vai protelando, até que chega um momento Leia mais…

Recortes variados

Em Recortes Variados, postados em 22/12/2016, comentei que, no final do ano, recebi alguns livros de presente, de gêneros, temas, autores e linguagem bem distintos e que começaria por tecer ligeiras observações sobre o primeiro que me caiu às mãos: a obra, do Dráuzio Varella, “Palavra de médico: ciência, saúde e estilo de vida”( Leia mais…

Variados Recortes

Tenho visitado, com mais frequência, algumas salas de cinema nestes últimos dias. Com o calor reinante, nada como uma destas salas bem refrigeradas, ainda mais perto de casa, me deleitando com bons filmes. Fujo dos 40 graus e fujo também de estar exposto, por um tempinho, ao quadro de horrores que o nosso país Leia mais…

Encontros e desencontros

Hoje, jantando num pequeno restaurante aqui perto de casa, pude presenciar ao vivo uma cena que já me tinham descrito. Um casal de meia idade se senta à mesa vizinha da minha. Feitos os pedidos ao garçom, o homem, bem depressinha, tira o celular do bolso, e não mais o deixa, a merecer sua Leia mais…

Recortes Variados

Saía eu do banco. Ao abrir a porta, encontrei uma senhora querendo nele entrar. Fiz então um largo gesto, segurando a porta, para ela entrar. Sem olhar para mim, falou bem alto e com contundência, mas sem me olhar: “que raridade!”. O importante para ela era o inusitado da atitude, partisse de quem fosse. Leia mais…